• CENSIE

Crianças diabéticas e os cuidados com o COVID-19




Quando ficamos doentes o nosso corpo precisa de mais energia para agir contra a doença e, para chegar a esse resultado, libera hormônios que dificultam a ação da insulina e aumentam a produção de açúcar pelo fígado.


Nos diabéticos essa mudança leva ao aumento do açúcar no sangue (glicemia) e eleva o risco de complicações agudas envolvendo o diabetes.Gripes e resfriados, como o COVID-19, são doenças capazes de gerar esse descontrole glicêmico.


Neste período de pandemia é essencial que os pais de crianças e adolescentes com diabetes conversem com os endocrinologistas dos pequenos para ter orientação do gerenciamento do diabetes em possíveis casos de infecção.


No geral, é importante sempre medicar quadros de febre e entrar em contato com o especialista,especialmente se a criança apresentar glicemias persistentemente elevadas.


É necessário procurar o pronto-atendimento por complicações do diabetes quando apresentar os seguintes sintomas:

1⃣- Vômitos

2⃣- Dor abdominal

3⃣- Respiração rápida com cheiro ruim, semelhante a fruta podre

4⃣- Sonolência


Fique sempre atento também aos quadros da gripe e leve seu filho ao pronto atendimento em caso de febre que não reduz com medicação simples e/ou falta de ar.


É possível agendar uma consulta online com a ENDOCRINOLOGISTA PEDIÁTRICA do CENSIE, Milene Geiger Frey - CRM 15727.


Para saber mais entre em contato pelo📲WhatsApp: 98823-9854

0 visualização0 comentário