• CENSIE

Vacinação é um ato de amor. Saiba como identificar as FakeNews




Uma pesquisa aponta que a maioria dos brasileiros (67%) acreditam em pelo menos uma informação falsa sobre vacinas. São sete a cada dez pessoas. O levantamento foi feito pela SBI em parceria com a Avaaz (2019).


As vacinas contra o novo Coronavírus disponíveis no Brasil passaram por todo o período de testes antes de ser indicada para a população, são seguras e devem ser tomadas por todos que tem a indicação.


Todas as capitais brasileiras já receberam as doses das vacinas CoronaVac e de Oxford/AstraZeneca, disponível inicialmente para os profissionais que estão na linha de frente de combate ao COVID-19, idosos e deficientes que moram em asilos e indígenas.


As fakenews ganharam volume nas redes sociais devido ao movimento anti-vacinação, e após isso, doenças que já eram consideras extintas voltaram a ressurgir em vários pontos do planeta.

Para evitar que você tenha receio contra as vacinas, vamos esclarecer algumas dúvidas comuns:


- As vacinas são SEGURAS e não provocam nenhum tipo de doença; - São extremamente estudadas e uma das maiores descobertas do ser humano na área de saúde; - A varíola é uma doença extremamente grave que foi extinta no mundo devido a vacinação. A poliomelite, igualmente perigosa, foi extinta no Brasil. - Vacinar o seu filho é um ato de amor e garante melhor imunidade e qualidade de vida.

Para informações seguras sobre a vacina, acesse o site da Anvisa: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/paf/coronavirus


PROTEÇÃO COLETIVA Quem tem algum problema de saúde que não pode ser vacinado precisa da segurança de que as pessoas que estão ao seu redor sejam imunizadas e, assim, não transmitam a doença.


Em caso de dúvidas, consulte com a INFECTOLOGISTA do CENSIE, Dra. Thatiane Nakadomari - CRM 22651


Para agendar o seu horário entre em contato pelo telefone (41) 3339-2060 ou WhatsApp: 98823-9854.